"A cozinha é o mundo mais fascinante da casa, o mais coletivo. Um espaço que reúne sobrevivência, prazer, refinamento e civilização." (Nélida Piñon)

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Blogagem Coletiva - “Eu respeito, tu respeitas, ele respeita... será?”


Recebi o convite de uma grande amiga do mundo dos blogs, a Marly do ‘Saboreando a Vida’ pela defesa de uma causa que já me deparei inúmeras vezes e inclusive já deixei registrado em outras postagens no Zakuskas: o desrespeito e o plágio de material alheio, não só nos blogs relacionados à culinária (como a maioria dos meus conhecidos), mas toda a variedade de temas. E por este motivo me solidarizei não só com a Marly, mas com dezenas de amigas e centenas de pessoas que não conheço, mas sei que passam pela mesma falta de respeito e são vítimas de PLÁGIOS que nós.

Vivemos em um mundo inovador, com informações a todo vapor e tecnologias nas mídias sociais a nossa volta. Infelizmente isso deu abertura a alguns indivíduos se acharem no direito de absorver conteúdos alheios alegando esta mesma “praticidade” do mundo moderno (para não dizer a merecida alcunha de plagiador cara de pau). Nesse cenário, vemos inúmeras receitas, fotos, vídeos, postagens na íntegra sendo compartilhados por pessoas que sequer conhecemos a página e o pior: sem os devidos créditos.

Se deparar com uma foto/receita sua em outra página sem seus créditos é ver um livro que você escreveu sendo vendido em uma loja com o nome de outra pessoa na capa. Não importa o tamanho, seja uma frase, um texto ou uma série de dez livros: a menos que você venda os direitos para outra pessoa, ele é seu e de mais ninguém.

Já fui vítima, entre plágios de postagens por inúmeras vezes, de cópias de fotos com outra receita que nada tinha a ver com a original. E o pior é que existem pessoas que acreditam e confiam que aquela foto corresponde fielmente a receita. Um blog ou site que faz isso, merece sua confiança?

Ora, então porque esta falta de respeito sem limites? Se aproveitar da boa vontade das pessoas para se autopromover? Imagino que se tais pessoas apresentam esse tipo de comportamento em um blog, um hobby, como se portam em sociedade no dia-a-dia? Corrompem-se da mesma forma na sociedade, com amigos, vizinhos, familiares? Ou pior, no trabalho?

Nem todos os blogueiros tem sua página com o intuito de ganhar dinheiro, seguidores, fama ou brindes de patrocinadores. Não é errado, é claro, mas também não é errado você alimentar sua página com coisas que você faz com amor e carinho pelo puro prazer de compartilhar uma coisa boa com outras pessoas.

Se você não tem nada bonito ou feito com amor para acrescentar, não roube a ideia de quem tem e ganhe créditos e votos vazios por isso. Ou pelo menos tenha o respeito e peça autorização e credite a origem de fotos, textos, citações ou até mesmo expressões.

Se desde pequenos fomos ensinados que “roubar é feio” (pelo menos nas famílias que ensinam o que é RESPEITO), devemos estender não só para bens materiais como dinheiro ou qualquer outro bem físico, mas também para a arte do próximo, qualquer seja ela.

Participam desta blogagem coletiva:

Saboreando a Vida: http://saborear-saboreandoavida.blogspot.com.br



segunda-feira, 8 de julho de 2013

Mandioca Frita Cremosa


http://zakuskas.blogspot.com


Já vi esta receita em vários programas de TV e vários blogs, por isso não sei de quem é a autoria e a quem creditar para ser justa.Posso assegurar que é uma das zakuskas mais deliciosas que já provei!

Simples de ingredientes e forma de preparo, mas cada pedacinho na boca encanta quem experimenta.

Ingredientes

Mandioca
Sal
Manteiga (não use margarina!)

(a proporção de manteiga é 1 colher de sopa cheia, de mãe, para cada Kg de mandioca).


Coloque a mandioca descascada em uma panela de pressão com uma pitada de sal e complete com água. Deixe cozinhar na pressão por cerca de 30/40 minutos ou até a mandioca ficar bem macia.

Enquanto quente, retire a mandioca com uma escumadeira para uma assadeira retangular, escorrendo bem a água. Retire a fibra interna e amasse com um garfo. Acrescente a manteiga e continue amassando bem até virar um purê.

Continuando na mesma assadeira espalhe a massa alisando bem, numa camada que tenha mais ou menos 2 cm altura.

Aguarde esfriar e leve ao freezer por uns 40 minutos, e antes que comece a congelar, retire do freezer e corte em quadradinhos iguais. Se esperar para cortar quando congelar não vai conseguir.
Volte a assadeira ao freezer e deixe até que congele totalmente.

Com auxílio de uma espátula, retire os quadradinhos e guarde num saco plástico no freezer.
 http://zakuskas.blogspot.com

Quando desejar, esquente muito bem o óleo (aquele velho teste do palito de fósforo tá valendo).

http://zakuskas.blogspot.com


Coloque poucos quadradinhos para fritar de cada vez, evitando que o óleo esfrie e desmanche os quadradinhos de mandioca.

Deixe dourar e escorra num papel absorvente.

Pensa numa mandioca sequinha, crocante e quentinha com um purê de mandioca de recheio?
Eu não coloquei um pedacinho de queijo no meio (que é uma idéia) mas quem comeu achou que tinha queijo.




http://zakuskas.blogspot.com


Uma coisa muito legal que descobri com essa receita é que esta forma de congelar a mandioca é muito prática também na hora de fazer um caldo, ou uma sopa.


Dia destes chegando em casa abri o freezer e vi que tinha alho poró (que deixo já refogado, congelado). 
Fervi água, coloquei caldo de galinha pronto, o alho poró e alguns cubinhos desta mandioca.

Gente.....ficou um caldo de mandioca divino para aquecer a noite gelada!

Portando, bora aproveitar a safra de mandioca!!



quinta-feira, 16 de maio de 2013

Bacalhau ao Requeijão




Taí um prato com bacalhau que até o cunhado que diz não ser fã do peixe, comeu e repetiu!!!

Fica mesmo muito gostoso. O bacalhau cozido no leite com a combinação de requeijão deixa o prato com sabor bem suave.
Como apenas meu cunhadinho tem aversão a cebolas, uma parte foi feita sem elas. Eu prefiro com muita cebola :)


1 Kg de bacalhau demolhado
1 Kg de batatas
1 litro de leite
3 colheres de sopa de manteiga
800 gramas (usei duas bisnagas) de requeijão firme (Catupiry)
150 gr de parmesão ralado grosso
2 cebolas grandes bem picadinhas
Azeite para refogar as cebolas
sal para temperar o purê e as cebolas
Salsinha e azeitonas para decorar

Cozinhe o bacalhau sem pele, já demolhado, no leite, até que fique macio. Retire com uma escumadeira, deixe esfriar e desfie em pedaços grandes. Reserve.
Cozinhe as batatas descascadas no mesmo leite em que cozinhou o bacalhau. Passe ainda quentes pelo espremedor. Junte a manteiga e um pouco do leite em que cozinharam, se for necessário, para formar um purê. Acerte o sal se for preciso.
No azeite, refogue as cebolas até ficarem douradas.Salgue e reserve.

Montagem:
Num pirex com azeite no fundo coloque o bacalhau desfiado. Por cima espalhe a cebola frita e o requeijão em temperatura ambiente (usando a própria bisnaga fica bem fácil), reservando umas 300 gramas para colocar por cima.
Coloque o purê numa manga de confeitar com bico pitanga grande e vá cobrindo toda superfície. Faça o mesmo com o requeijão reservado.
Polvilhe parmesão ralado grosso e leve ao forno para aquecer e gratinar.
Decore com azeitonas pretas sem caroço e salsinha bem picadinha.








quarta-feira, 8 de maio de 2013

Frango Parmesão

http://zakuskas.blogspot.com

Este é um dos pratos populares americanos que eu mais faço por aqui. É delicioso, muito fácil de fazer, rende bem e é tão bom que é uma daquelas sugestões perfeitas para o almoço de domingo!

Existem várias receitas e outras tantas formas de preparo. 
Eu faço assim:

1 Kg de filezinho do peito (sassami) ou filé de peito de frango (prefiro o primeiro)
sal, alho e pimenta do reino para temperar o frango
700 ml (+-) de molho de tomate pronto (se quiser um prato especial faça um molho em casa com cebola e alho refogados e tempere com manjericão e sal)
1 pacote (160 g) de torradas esmigalhadas em pedacinhos (evite que fique como farinha de rosca, tem que ficar granulado grosso para dar crocância (ou pão italiano torrado esmigalhado)
300 grs de mozarela ralada
200 grs (ou mais, a gosto) de parmesão ralado no ralo grosso (NÃO de pacotinho já ralado).

Se usar peito inteiro, corte em tiras ou cubos grandes. No caso do sassami uso inteiro mesmo. Tempere com sal, alho e pimenta e deixe por meia hora.
Disponha num pirex um ao lado do outro.
Espalhe o molho por cima, cubra com alumínio e leve ao forno por uns 35/40 minutos.
Retire do forno, espalhe a mozarela, na sequência o granulado de torrada (ou croutons) e por último o queijo parmesão ralado grosso.
Volte ao forno para derreter a mozarela e gratinar o parmesão.....

O filé fica macio e molhadinho, o queijo mozarela derretido dá a cremosidade e a torrada gratinada com o parmesão um crocante difícil de explicar.

D I V I N O !!!!!

http://zakuskas.blogspot.com


terça-feira, 16 de abril de 2013

Pãezinhos Integrais para lanche

http://zakuskas.blogspot.com

Pãezinhos saudáveis e macios para o lanche, para o café da manhã ou para a  cesta de pães! Receita aprovadíssima!



2 colheres de sopa de fermento biológico seco
1 colher de sobremesa de açúcar mascavo
300 ml de água filtrada e fria
1 ovo grande ligeiramente batido
2 colheres sopa de óleo de milho ou de canola
1 colher sobremesa rasa de sal marinho ou sal comum
75 g de manteiga sem sal, macia
1 xícara chá de farinha de trigo integral
1/3 xícara (chá) de aveia em flocos finos
1 colher sopa de linhaça triturada
350/400 g de farinha de trigo (aproximadamente)



http://zakuskas.blogspot.com


Modo de Fazer

Numa tigela junte todos os ingredientes (menos  farinha de trigo branca) e misture. Vá juntando a  farinha de trigo, aos poucos e sove até obter uma massa macia e homogênea. Eu uso a MFP na função sovar e apesar de nunca ter testado, acredito que na batedeira com gancho deve resultar no mesmo efeito.

Deixe a massa  levedar até dobrar de volume em local protegido do vento. Modele os pães (divida a massa em bolinhas iguais, abra cada bolinha com um rolo e enrole como rocambolinhos). Coloque os pãezinhos numa assadeira, untada e enfarinhada, se quiser polvilhe farinha ou aveia em flocos por cima e deixe crescer novamente até dobrar de volume.

Por último asse em forno preaquecido à 200ºC até que estejam dourados.


http://zakuskas.blogspot.com


A receita foi adaptada daqui.



quarta-feira, 10 de abril de 2013

Peras Assadas com Gorgonzola

http://zakuskas.blogspot.com



Esta, definitivamente, é a única forma do meu marido consumir peras. Ele não come (não comia) nem por recomendação médica e hoje quando vê peras já sugere a compra.....mas.....somente assadas com queijo azul!

A sugestão vem do Blog do Ráscal, um restaurante que adoramos. Alterei a receita original trocando o mel por um creme de aceto balsâmico. Ele é adocicado e tem de vários sabores. Usei o de trufas brancas e as peras ficaram simplesmente maravilhosas.


http://zakuskas.blogspot.com

Desde então fiz várias vezes, desde o forno convencional até no microondas e vou dizer que este último, além de muito mais rápido e prático, fica com o resultado melhor. As peras desidratam mais rapidamente sem desmancharem.  Algumas vezes incluí nozes também.
As peras podem ser de qualquer variedade, desde que maduras e firmes. Se muito maduras ou muito verdes não ficam boas.

Para meus convidados "gourmet"  foi e é a glória, acompanhados de uma taça de vinho e uma ciabatta crocante e quentinha.


http://zakuskas.blogspot.com


Peras
suco de limão


Corte as peras ao meio, se possível mantendo os cabinhos. Com uma colher pequena retire o miolo e coloque numa tigela com pouca água e suco de limão para não escurecerem. Depois de todas as peras cortadas, seque bem com um papel toalha, disponha num prato com a casca para baixo e pincele o creme de aceto balsâmico (ou o próprio aceto ou uma redução de balsâmico ou ainda como na receita original, mel misturado com suco de laranja).
Leve ao microondas na potência alta até que fiquem meio desidratadas, porém assadas e firmes. Se necessário, vá escorrendo a água que ela solta e pincelando mais aceto.

Recheio
Queijo Azul (gorgonzola, roquefort ou bergarder)
Cream Cheese ou requeijão, apenas para dar a liga
Opcional: Nozes

Depois de assadas (isso pode ser feito com antecedência e deixar para terminar no momento de servir) coloque uma colher do recheio e volte ao microondas apenas para derreter o queijo.
Eu ainda complementei as bordas das peras com mais creme de aceto.

Pode servir quentes, mornas ou frias.....

É dos Deuses!!!!

  http://zakuskas.blogspot.com


segunda-feira, 8 de abril de 2013

Mini Berinjelas Recheadas com Nozes e Alho, conservadas em Azeite

http://zakuskas.blogspot.com


Há muitos anos uma senhora árabe me ensinou a fazer berinjelinhas recheadas e que conservadas, duravam mais de um ano.
Mas a forma de preparo é muito trabalhosa e precisa  de muitos dias só para esperar as danadas desidratarem.
E como a preguiça (e a falta de tempo) são as mães do progresso, encontrei esta receita aqui  bem prática e o resultado foi aprovadíssimo.


1 kg de mini-berinjelas
50 gr de nozes moídas
5 dentes de alho amassados
quanto baste de azeite
quanto baste de sal

Corte os talos das berinjelas e cozinhe-as durante 10 minutos na água já fervente com sal. Retirar e deixar esfriar. Colocar sobre uma peneira para escorrer, de um dia para o outro (no mínimo umas 05 à 06 horas), elas deverão perder muito liquido. De tempo em tempo, aperte delicadamente com as mãos. Em seguida, faça cortes longitudinais nas cascas das berinjelas. Depois, com uma colher de sobremesa, vá retirando delicadamente a polpa, reservando as cascas, que devem ficar inteiras, sem outros cortes, vá colocando as polpas em uma vasilha. Misture bem esta polpa com as nozes, os dentes de alho e sal à gosto. Recheie delicadamente, sem encher demais, as cascas de berinjela com esse preparado, e vá colocando em uma vasilha, ou vidro de boca bem larga que possa ser bem fechado. Vá formando camadas com as berinjelas recheadas. Finalmente cubra-as com azeite de oliva e tampe bem. Deixe descansar durante 01 semana e está pronta. O azeite deve cobrir totalmente, ficar bem acima do nível das berinjelas.
Essa conserva pode ser servida com pão árabe ou italiano como entrada ou aperitivo.






sexta-feira, 22 de março de 2013

Conserva Mexicana de Pimenta Jalapeño, Cenouras e Cebola - Escabeche

http://zakuskas.blogspot.com

Gosto muito desta conserva, porque todos os outros ingredientes além da jalapeño ficam picantes e dependendo do prato, uma rodelinha da cenoura já dá o toque especial.
Por muito tempo eu comprei esta conserva pronta, importada do México, em latinhas.
Mas depois que testei e adaptei uma receita , nunca mais comprei. Sem contar que fica mais saborosa, mais "crocante" que a industrializada, do jeito que eu gosto.




150 grs Pimentas Jalapeños Verdes
2 cenouras 
4 dentes de alho
1 cebola roxa (ou branca)
1 copo de água
1 copo de vinagre (maçã ou arroz)
1 colher de chá de sal
1 colher de chá de açúcar
Tomilho e Manjericão fresco (opcional)



http://zakuskas.blogspot.com

Descasque e corte as cenouras em rodelas finas. Corte a cebola em cubos não muito pequenos. As pimentas corte em rodelas (se quiser uma conserva menos picante, tire as sementes, ou pelo menos, a maior parte delas) e o alho apenas ao meio.

Coloque numa panelinha a água, o vinagre, o sal e o açúcar e leve ao fogo.
Assim que levantar fervura, junte as cenouras, cebola, alho e pimenta. Quando a fervura recomeçar, deixe cozinhar por 3 minutos, retirando com uma colher a eventual espuma que subir a superfície.

Num vidro esterilizado ajeite as ervas frescas encostadas ao vidro e com uma colher, vá colocando o escabeche, quente ainda. Complete com o líquido, feche e espere esfriar completamente. Conserve na geladeira uns 3 dias antes de consumir, se bem que eu não aguentei e comecei a consumir no mesmo dia. Mas quanto mais tempo fica "curtindo", mais gostosa fica.
Dura bastante tempo na geladeira.





Receita adaptada daqui.

quarta-feira, 20 de março de 2013

Defumados Artesanais de Primeira Qualidade - Campestre Defumados


http://zakuskas.blogspot.com


Depois da minha descoberta que a maioria dos produtos ditos defumados são apenas aromatizados com fumaça líquida e que não passam pelo longo processo de defumação, vim conhecer, o ano passado,  ao procurar uma paleta defumada com defumação "de verdade" (meu pai ama paleta defumada cortada em fatias num pão preto com uma fina camada de mostarda escura!!) a  Campestre Defumados, do simpaticíssimo Paulo Torunsky, um gaúcho descendente de alemães.

Paulo fabrica seus defumados na cidade de Piedade, interior de São Paulo e todo sábado bem cedinho traz para venda no Mercado Municipal de Santo Amaro, na barraca do Daniel.

São paletas, joelhos, kassler, peito de frango, lingüiças, copa, pernil, bacon, lombo, picanha suína e costelinhas com o autêntico sabor de defumado artesanal,  que fazem a alegria dos frequentadores e principalmente da colônia alemã que reside na Zona Sul de Sampa. Cada item é embalado à vácuo, garantindo sua conservação e higiene na manipulação.

               http://zakuskas.blogspot.com


Se você quiser, pode-se consumir qualquer produto sem preparo prévio: o joelho de porco, por exemplo, é tirar da embalagem, fatiar e abrir uma cervejinha. Tenro e com tempero na medida.

A pedido da esposa, que reclamava sempre de ter o trabalho de desfiar um frango inteiro defumado para uma salada, por exemplo, (acho que a esposa ouviu o pedido de todas nós!!)  ele faz somente o peito de frango defumado, muito mais prático e desperdício quase zero (fica maravilhoso num sanduíche ou no salpicão!).

http://zakuskas.blogspot.com


Quando você experimentar um defumado artesanal, os outros não terão mais graça alguma, posso apostar.

Mas a grande novidade desta semana foram as linguiças tipo Blumenau. Não tem muita gordura e são maravilhosas num canapé.  Posso afirmar com certeza que é a melhor linguiça Blumenau de São Paulo, feita em São Paulo! 

Outra novidade é que o Paulo, seguindo receitas e "segredos" de sua mãe, trouxe também o verdadeiro chucrute, aquele curtido por pelo menos 25 dias, sem adição de vinagre, curtido pelo próprio suco, como as "omas" faziam.
                                            http://zakuskas.blogspot.com
Para sentir o sabor, provinhas......


Você encontra os produtos no Mercado Municipal de Santo Amaro aos sábados, quando o Paulo os traz fresquinhos, defumados na semana. Durante a semana alguns produtos continuam na Penedo Frios e Laticínios/Mercado Municipal de Santo Amaro, Loja 37 (fone: 5686-5312/5686-6439 - Daniel).

Dependendo da época (final de ano por exemplo) ou quando coincidir com algumas festas específicas da qual ele participa, alguns produtos esgotam-se rapidamente, então ligue para o Paulo, verifique a disponibilidade  e encomende.



Tel. (15) 3299-9071
contato@campestredefumados.com.br


Mercado Municipal de Santo Amaro
Rua Padre José de Anchieta, 953
São Paulo - SP

Este blog não vende espaços publicitários, nem tem recompensas pelas indicações.
Acredito que o que é bom deve ser divulgado e o Campestre Defumados está nesta lista.







sábado, 16 de março de 2013

Cuca Alemã com massa fermentada - Streuselkuchen

http://zakuskas.blogspot.com

Esta deliciosa receita alemã veio do Blog Cozinha Santa, da talentosa Sandra. Foi aprovadíssima. 
Dividi a massa para fazer duas coberturas distintas: uma de uva (que fiz usando a uvada que fiz outro dia) e outra com bananas e caramelo.
Sucesso total acompanhando o café da tarde!
Obrigada, Sandra!



15 g de fermento fresco para pão (biológico)
125 g de açúcar
6 g de sal (1 colher de chá)
375 ml de leite
2 ovos pequenos
37 g de manteiga em temperatura ambiente
6 g de melhorador (não tinha então não usei)
625 g de farinha de trigo (fui pela dica da Sandra e usei menos, para que ela ficasse bem mole e grudenta).

Dissolver o fermento com o açúcar e o sal no leite morno. Após fermentar (15 minutos) acrescentar os ovos e a manteiga.
Misture a farinha aos poucos, com uma colher, até que adquira consistência bem grudenta. 
Coloque a massa na forma untada em óleo e deixe crescer.
Depois e levedada, espalhe a fruta que desejar e por cima a farofa.

Para a Farofa: misture com as mãos 1 xícara de açúcar, 1 xícara de farinha de trigo e 1/2 xícara de manteiga gelada.

Leve para assar em forno pré-aquecido, por 1 hora ou até ficar dourado por cima.
Sirva morna ou fria.



http://zakuskas.blogspot.com


http://zakuskas.blogspot.com



Cobertura de banana com caramelo:

Coloque 1 xícara de açúcar refinado numa panela e leve para caramelar, cuidando para que não queime (deixe apenas dourado, se escurecer muito fica amargo). Assim que derreter, retire do fogo e coloque com cuidado 1 1/2 xícara de creme de leite (pode ser fresco, de lata ou de caixinha) ou nata. 
Volte ao fogo baixo até que o açúcar derreta e  incorpore o creme de leite, mexendo sempre em fogo bem baixinho.
Adicione 5 ou 6 bananas em rodelas mais ou menos grossas. Mexa apenas a panela para que a colher não "machuque" as bananas. Cozinhe por 3 minutos e desligue. Espere esfriar e disponha delicadamente sobre a cuca. Por cima espalhe a farofa.



http://zakuskas.blogspot.com

Versão com Uvada:

Espalhei a uvada por sobre a cuca e a farofa por cima.


http://zakuskas.blogspot.com


Deliciosas. A minha preferida? A de uvada, com certeza!